Saúde oral

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Os adoçantes sem ou de baixas calorias podem contribuir para a boa saúde oral quando utilizados no lugar do açúcar. Como não são ingredientes fermentáveis – o que significa que não são decompostos por bactérias na nossa boca – os adoçantes sem ou de baixas calorias não contribuem para a cárie dentária.

O papel benéfico dos adoçantes sem ou de baixas calorias na saúde dentária está bem estabelecido. Analisando os dados científicos em 2011, o Painel dos Produtos Dietéticos, Nutrição e Alergias da EFSA – Autoridade Europeia para a Segurança dos Alimentos concluiu quehá informações científicas suficientes para confirmar as alegações de que os adoçantes intensos, como todos os substitutos do açúcar, se consumidos em vez de açúcares, mantêm o esmalte dentário diminuindo a desmineralização.1 Com base neste parecer científico da EFSA, a Comissão Europeia autorizou a alegação de saúde segundo a qual o consumo de alimentos que contêm adoçantes de baixas calorias em vez de açúcar, contribui para a manutenção da mineralização dentária.2

Os adoçantes sem ou de baixas calorias são ingredientes favoráveis aos dentes

As doenças orais, cáries e doenças periodontais mais comuns são em grande parte evitáveis e é necessário assegurar a prevenção e o ‘autocuidado’.3 A cárie é causada por fermentação bacteriana de hidratos de carbono nas superfícies dos dentes após as refeições e lanches, causando a desmineralização dos tecidos duros.

Por outro lado, os adoçantes sem ou de baixas calorias não são fermentáveis e não contribuem para a cárie dentária, razão pela qual têm o benefício de serem ingredientes favoráveis aos dentes.4,5

Estudos também mostram que produtos como as pastilhas elásticas sem açúcar, que contêm adoçantes sem ou de baixas calorias, reduzem substancialmente o risco de cárie dentária. Em 2010, a EFSA concluiu que existe uma relação de causa e efeito entre o consumo de pastilhas elásticas sem açúcar, a redução da desmineralização dentária e a incidência de cáries.6

Os adoçantes sem ou de baixas calorias também são frequentemente utilizados em pastas dentífricas, elixires orais e suplementos de flúor que ajudam na higiene oral.

Para obter mais informações sobre o papel dos adoçantes sem ou de baixas calorias na saúde oral, convidamos a descarregar o documento informativo da ISA ‘Os adoçantes de baixas calorias e o seu papel benéfico na saúde oral‘ e a infografia ‘Adoçantes de baixas calorias na saúde oral: ingredientes amigos para os dentes

 

  1. Scientific opinion on the substantiation of health claims related to intense sweeteners. EFSA Journal 2011, 9(6), 2229. Available online: http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.2903/j.efsa.2011.2229/epdf
  2. Commission Regulation (EU) No 432/2012 of 16 May 2012 establishing a list of permitted health claims made on foods, other than those referring to the reduction of disease risk and to children’s development and health.
  3. FDI World Dental Federation. The Challenge of Oral Disease – A call for global action. The Oral Health Atlas. 2nd ed. Geneva. 2015. Available online: https://www.fdiworlddental.org/sites/default/files/media/documents/complete_oh_atlas.pdf
  4. FDI World Dental Federation Policy Statement: Sugar substitutes and their role in caries prevention. Adopted by the FDI General Assembly, 26 September 2008, Stockholm, Sweden. Available online: https://www.fdiworlddental.org/sites/default/files/media/documents/Sugar-substitutes-and-their-role-in-caries-prevention-2008.pdf
  5. Gupta P, et al. Role of Sugar and Sugar Substitutes in Dental Caries: A Review. ISRN Dent. 2013:519421
  6. EFSA Panel on Dietetic Products, Nutrition and Allergies (NDA); Scientific Opinion on the substantiation of a health claim related to sugar-free chewing gum and neutralisation of plaque acids. EFSA Journal 2010;8(10):1776. [14 pp.]. Available online: http://www.efsa.europa.eu/en/efsajournal/ pub/1776 14