Painel Científico Consultivo sobre Adoçantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Painel Científico Consultivo sobre Adoçantes apoiado pela Associação Internacional de Adoçantes (ISA)

Após o seu bacharelado (McGill University, Montreal) e de um mestrado (Concordia University, Montreal) em Psicologia Experimental, France Bellisle trabalhou no College de France, em Paris, no laboratório de Jacques Le Magnen e obteve o Doutoramento pela Universidade de Paris. De 1982 a 2010, no âmbito dos Institutos Nacionais de Investigação Franceses (CNRS, INRA), desenvolveu investigações originais no campo dos comportamentos de ingestão humana. Os seus interesses de investigação abrangem todos os tipos de determinantes da ingestão de alimentos e líquidos em consumidores humanos, incluindo fatores psicológicos, sensoriais e metabólicos, bem como influências ambientais. Publicou mais de 250 artigos em revistas editadas por pares e contribuiu com capítulos para vários livros. É agora consultora independente para projetos científicos no campo do apetite humano.

O Dr. Brian Cavagnari é licenciado em Ciências Biológicas pela Faculdade de Ciências Exatas e Naturais da Universidade de Buenos Aires (UBA).

Ingressou no Instituto de Química e Físico-Química Biológica onde, como membro do Conselho Nacional de Investigação Científica e Técnica, realiza o seu doutoramento em 2001. Durante 7 anos desenvolve investigação em biologia molecular e química de proteínas, é professor de Química Biológica e em diversos cursos de pós‑graduação na Escola de Farmácia e Bioquímica da UBA.

Obteve a formação em medicina na Universidade de Buenos Aires e completou a sua especialização em Pediatria, desenvolvendo a atividade clínica em vários hospitais públicos e privados de prestígio na cidade de Buenos Aires. Obteve o curso de mestrado em Nutrição e Metabolismo Clínico na Universidade de San Jorge (Espanha) com a tese “Adoçantes Não-Calóricos: metabolismo e avaliação da sua segurança” e o curso de mestrado em Tecnologia Alimentar na Universidade de Parma (Itália) com a tese “Adoçantes Não-Calóricos à luz da medicina baseada na evidência”.

É membro efetivo da Sociedade Argentina de Pediatria e da Sociedade Argentina de Nutrição, da qual faz parte da Comissão Científica.

Atualmente é investigador da Carreira de Nutrição, na Faculdade de Ciências Médicas da Universidade Católica Argentina (UCA) e Vice-Diretor do Diploma em Nutrição da Sociedade Argentina de Nutrição.

Durante vários anos estudou a segurança e os efeitos dos adoçantes sem ou de baixas calorias na saúde, à luz da Medicina Baseada na Evidência.

Marc Fantino é médico e doutor em ciências biológicas. Nomeado Professor titular de medicina na Faculdade de Medicina/Hospital Universitário de Dijon-France (1982), foi diretor do Departamento de Fisiologia Humana e Nutrição, entre 1987 e 2013. Ao mesmo tempo, foi Diretor da Faculdade de Ciências da Vida das Universidades da Borgonha e da Franche-Comté (1993 a 2001), especialista na Agência Nacional Francesa de Segurança Alimentar (1996-2006) e presidente do comité do prémio do logotipo do Programa Nacional de Nutrição e Saúde (2004-2011).

Estando agora jubilado da Universidade de Borgonha desde 2013, como Professor honorário, foi co‑fundador, e dirigiu de 2013 a 2018, a organização de investigação clínica, CREABio Rhône‑Alpes®, onde a investigação aplicada foi implementada nos domínios dos processos sensoriais e metabólicos que controlam os comportamentos alimentares e a regulação do peso corporal em humanos.

Alison Gallagher é professora de Nutrição em Saúde Pública na Universidade de Ulster, onde contribui para a investigação realizada no Centro de Inovação Nutricional para Alimentação e Saúde (NICHE). Os seus interesses de investigação ressoam na área da obesidade e incluem adoçantes de baixa energia/não nutritivos e o seu potencial impacto na saúde, desenvolvimento de fatores de risco para doenças e intervenções de estilo de vida nos principais estágios do ciclo de vida, particularmente para melhorar a atividade física e a saúde.

Nutricionista acreditada/certificada (Saúde Pública) e membro da Associação para a Nutrição (FAfN) na ilha da Irlanda. É um membro ativo da Sociedade de Nutrição e é atualmente Editora-chefe da publicação científica Proceedings of the Nutrition Society. Além de ser membro especialista do Painel Científico Consultivo sobre Adoçantes apoiado pela ISA, é também membro/Vice-Presidente do Comité de Investigação Científica do Acidente Vascular Cerebral da Irlanda do Norte (NICHS), membro/Presidente do Conselho Consultivo Editorial da publicação científica Nutrition Bulletin e membro do Comité de Alegações Nutricionais e de Saúde do Reino Unido (https://www.gov.uk/government/groups/uk-nutrition-and-health-claims-committee). É uma defensora apaixonada da European Nutrition Leadership Platform (ENLP), uma rede de líderes em nutrição, tendo participado no seminário ENLP em 1997 e estando envolvida neste programa de liderança internacional desde então, sendo atualmente Presidente do Conselho de Administração da ENLP (www.enlp.eu.com).

O Dr. Carlo La Vecchia é licenciado em medicina pela Universidade de Milão e tem um Mestrado em epidemiologia clínica pela Universidade de Oxford. É reconhecido mundialmente como uma das principais autoridades em etiologia e epidemiologia. Atualmente, é Professor de Epidemiologia na Faculdade de Medicina da Universidade de Milão.

O Dr. La Vecchia é editor de inúmeras revistas clínicas e epidemiológicas. É um dos mais reconhecidos e profícuos epidemiologistas na área, com mais de 2260 artigos revistos pelos pares e está entre os investigadores médicos mais citados no mundo, de acordo com o ISIHighlyCited.com, o criador e editor do Science Citation Index (2003, 2017-2020, H index 182, H10 index 1800). O Dr. La Vecchia foi Professor Adjunto Associado de Epidemiologia na Escola de Saúde Pública de Harvard (1996-2001) e foi Professor Adjunto de Medicina do Centro Médico Vanderbilt e do Vanderbilt-Ingram Cancer Center (2002-2018).

Wendy Russell é uma química especializada em nutrição molecular, que investiga a complexa interação entre a alimentação e a saúde. A sua investigação visa estabelecer o efeito da nossa dieta em vários grupos populacionais e, através de intervenções dietéticas, entender o papel dos alimentos na prevenção de doenças, como doenças cardiovasculares, diabetes tipo 2 e cancro. Wendy tem financiamento do Governo escocês para investigar o potencial de novas culturas, particularmente no fornecimento de proteínas para o future e a exploração de espécies de plantas subutilizadas, para melhorar a nutrição e a agrobiodiversidade. Para além de investigar novas oportunidades para a indústria de alimentos e bebidas do Reino Unido, o financiamento da Global Challenges permite que a tradução deste trabalho beneficie pequenos agricultores e cooperativas rurais na África Subsaariana. Wendy é editora associada da Microbiome e preside os grupos de especialistas do International Life Science Institute sobre o “gestão nutricional da glicemia pós-prandial” e a “eficácia da intervenção naqueles com syndrome metabólica”.