Mudar a narrativa em torno da obesidade, juntos

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

A ISA apoia orgulhosamente o primeiro Dia Mundial da Obesidade unificado

Bruxelas, 4 de março de 2020: Por ocasião do Dia Mundial da Obesidade hoje, a Associação Internacional de Adoçantes (ISA) orgulhosamente une-se às organizações de obesidade em todo o mundo no apelo por uma resposta global ao desafio crítico da obesidade, e promove políticas informadas, um ambiente alimentar mais saudável e os cuidados e educação adequados sobre a obesidade.

Apesar de um esforço na última década para lidar com o aumento da taxa, a obesidade continua a ser uma das preocupações de saúde pública mais desafiantes do século XXI. Por conseguinte, os Governos foram instados a tomar medidas para cumprir o seu compromisso de travar o aumento da obesidade até 20251:

  • Mais de metade da população está atualmente com excesso de peso em 34 dos 36 países da OCDE e quase uma em quatro pessoas tem obesidade2;
  • No que concerne à Região Europeia da OMS especificamente, a prevalência da obesidade em muitos países triplicou desde dos anos 803. É previsível que em 2030, mais de 50% da população tenha obesidade4;
  • A obesidade é um fator de risco para a diabetes tipo 2, doenças cardiovasculares e certos cancros5.

Hoje assinala-se o primeiro Dia Mundial da Obesidade unificado. Tal como destacado na campanha deste ano, a obesidade é complexa: pode ser desencadeada por vários fatores, entre os quais genéticos, psicológicos, socioculturais, económicos e ambientais, como o stress, regimes alimentares inadequados e estilo de vida sedentário. Embora agora seja uma crise global que afeta 650 milhões de pessoas em todo o mundo, a obesidade ainda permanece mal compreendida e o estigma é um fardo que ainda persiste. Então, juntos, vamos mudar a narrativa sobre a obesidade.

O Dia Mundial da Obesidade é a oportunidade para todos os sectores da sociedade, públicos e privados, de todo o mundo, de trabalharem juntos para aumentar o conhecimento e a compreensão sobre a obesidade, as suas causas e como abordá-la, para enfrentar coletivamente este desafio crescente .

Cada pequena mudança de estilo de vida conta!

Embora nenhuma mudança por si só possa resolver a crise da obesidade, mudanças sustentáveis nos hábitos alimentares e a atividade física ser integrada na rotina quotidiana podem fazer a diferença. Por exemplo, adicionar mais frutas e vegetais à sua alimentação, mudar para pão integral e cereais e fazer exercícios regulares podem contribuir para uma alimentação e estilo de vida mais saudáveis. Além disso, substituir o açúcar por adoçantes sem ou de baixas calorias em alimentos e bebidas pode ajudar a reduzir a ingestão de calorias, permitindo que continue a desfrutar do prazer do sabor doce. O apoio certo a pessoas com obesidade, entre os quais dos profissionais de saúde, amigos e familiares, também é fundamental: ao fazer isto juntos, podemos conseguir mais, melhor.

Nesta perspetiva, a ISA orgulha-se de divulgar o seu novo vídeo animado, desenvolvido em apoio ao Dia Mundial da Obesidade 2020 e aprovado pela Associação Francesa para pessoas com obesidade6 (CNAO), a Associação de Doentes Obesos e Ex-obesos de Portugal (Adexo), Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição (SBAN), Associação Árabe para o Estudo da Diabetes e Metabolismo (AASD), e a Associação Brasileira de Diabetes7 (ANAD). Este vídeo pretende reforçar a compreensão da complexidade da obesidade, bem como soluções para ajudar a enfrentar este importante desafio de saúde pública. Veja este vídeo de seguida ou através deste link, e participe na conversa sobre o Dia Mundial da Obesidade 2020 ao utilizar #ISA4WOD e #worldobesityday.

  1. https://www.worldobesityday.org/
  2. OECD (2019), The Heavy Burden of Obesity: The Economics of Prevention, OECD Health Policy Studies, OECD Publishing, Paris, https://doi.org/10.1787/67450d67-en
  3. World Health Organisation. The challenges of obesity in the WHO region and the strategies for response, 2007 http://www.euro.who.int/__data/assets/pdf_file/0010/74746/E90711.pdf
  4. L. Webber, D. Divajeva, T. Marsh et al, ‘The future burden of obesity-related diseases in the 53 WHO European-Region countries and the impact of effective interventions: a modelling study’, BMJ Open (2014) 4(7): http://bmjopen.bmj.com/content/4/7/e004787.full
  5. http://www.who.int/healthinfo/global_burden_disease/GlobalHealthRisks_report_part2.pdf. Page 17
  6. Collectif National des Associations d’Obèses
  7. Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição
  8. Associação Nacional de Atenção ao Diabetes