Combater a obesidade em conjunto para criar um futuro mais saudável para todos na Europa

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

A ISA reúne esforços com as associações de pacientes obesos em França (CNAO) e Portugal (Adexo) para apoiar o Dia Europeu da Obesidade 2018

Bruxelas, 17 de maio de 2018: Na Europa, estima-se que mais de 50% das pessoas tenham atualmente excesso de peso ou sejam obesas, e que mais de 20% sejam obesas.1 Em 2030, estima-se que mais de 50% da população europeia vá ser obesa.2 O Dia Europeu da Obesidade, que este ano se celebra em 19de maio, é uma oportunidade para redobrar os esforços conjuntos para Combater juntos a obesidade, com ações de sensibilização sobre a obesidade e outras doenças associadas. Este ano, a Associação Internacional dos Edulcorantes (ISA) reúne esforços com a Collectif National des Associations d’Obèses (CNAO – associação francesa para os pacientes obesos) e a Adexo (Associação de pacientes obesos e ex-obesos em Portugal) para apoiar o Dia Europeu da Obesidade e as atividades relacionadas da Associação Europeia para o Estudo da Obesidade (EASO).

A obesidade é um desafio crescente no domínio da saúde pública a nível mundial e afeta as pessoas de todas as idades.3 As causas mais comuns para a obesidade incluem os estilos de vida cada vez mais sedentários e uma combinação entre a falta de atividade física e o aumento da ingestão de calorias.2 Por outro lado, a obesidade e o excesso de peso corporal têm um impacto direto na saúde e na esperança média de vida, e estão associados a um maior risco de doenças cardiovasculares, diabetes, alguns tipos de cancro e problemas musculares ou nas articulações.3 Para além do impacto direto na saúde do indivíduo, a obesidade custa 70 mil milhões de euros, cada ano, à UE, em despesas com a saúde e produtividade.2

Para apoiar o Dia Europeu da Obesidade em 19 de maio de 2018, a ISA reunirá esforços com a CNAO e a Adexo para uma maior sensibilização para a obesidade e as suas consequências. Nesta ocasião, a ISA desenvolveu juntamente com a CNAO e a Adexo, um vídeo animadoque nos apresenta pequenos passos que podem ser adotados para reduzir a ingestão de calorias e aumentar a atividade física, e a sua importância para combater a obesidade. Veja o vídeo de seguida ou através deste link e faça o download da infografia relacionada ao clicar aqui.

Como é que os adoçantes de baixas calorias podem ajudar?

A obesidade pode realmente conduzir a uma série de condições crónicas de saúde e afetar o bem estar geral, mas não é invencível. O aumento da atividade física e pequenas mudanças diárias na alimentação podem ajudar a prevenir o ganho de peso4Os adoçantes de baixas calorias dão aos alimentos e bebidas o prazer do sabor adocicado com um valor calórico reduzido5. Uma combinação de pequenas mudanças na alimentação através de por exemplo, a escolha de alimentos e bebidas de baixas calorias, juntamente com mais exercícios e uma maior consciencialização do teor energético (calorias) são essenciais para ajudar os consumidores a controlar e gerir o seu peso corporal. Substituir alimentos e bebidas adoçadas com açúcar por aqueles com adoçantes de baixas calorias pode ajudar a reduzir a ingestão diária de calorias e, assim, ser uma ferramenta dietética útil na perda de peso, sem se privar ou aumentar o desejo pelo sabor doce.6 Leia mais sobre o papel que os adoçantes de baixas calorias podem desempenhar na prevenção e gestão do excesso de peso e obesidade na nossa ficha informativa disponível ao clicar aqui.

Aproveite todas as oportunidades para se tornar mais ativo e lembre-se de que a privação não é a resposta para a obesidade. Uma dieta saudável pode continuar a ter um ótimo sabor, fornecendo mais nutrientes e menos calorias.

Siga o debate sobre o Dia Europeu da Obesidade de 2018 nas redes sociais, utilizando #EOD2018 e #ISA4EOD.

  1. WHO –EU Region Data and Statistics on Obesity – Infographic (2013) http://www.euro.who.int/__data/assets/pdf_file/0011/256295/infographic-people-overweight-obese-Eng.p…
    WHO. Obesity. Data and statistics http://www.euro.who.int/en/health-topics/noncommunicable-diseases/obesity/data-and-statistics
  2. European Obesity Day 2018. https://www.europeanobesityday.eu
  3. WHO. Obesity and overweight. Fact sheet N°11 (Updated October 2017) http://www.who.int/mediacentre/factsheets/fs311/en/
  4. Stroebele N, et al. A Small-Changes Approach Reduces Energy Intake in Free-Living Humans. J Am Coll Nutr 2009; 28(1): 63–68
  5. Gibson S, et al. Consensus statement on benefits of low-calorie sweeteners. Nutrition Bulletin. 2014; 39: 386–389.
  6. Rogers PJ. The role of low-calorie sweeteners in the prevention and management of overweight and obesity: evidence v. conjecture. Proc Nutr Soc 2017 Nov 23; 1-9