Adoçantes de baixas calorias: Uma alternativa doce no controlo de peso e da diabetes

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Bruxelas, 17 de outubro de 2014: O desejo por doces e compreender as escolhas alimentares, foram apenas alguns dos pontos-chave discutidos por um painel de especialistas multidisciplinares de renome internacional, num simpósio organizado pela Associação Internacional de Adoçantes (ISA), durante a 8.ª Conferência DIETS-EFAD que decorreu em Atenas, Grécia. O Prof. Antonis Zampelas, da Universidade dos Emirados Árabes Unidos, e da Universidade Agrícola de Atenas, e oDr. Duane Mellor da Universidade de Nottingham, moderaram o debate sobre “ Adoçantes de Baixas Calorias – Uma escolha fundamental no controlo de peso e na diabetes”, que abordou os desafios e equívocos em torno da utilização dos Adoçantes de Baixas Calorias, enquanto ferramenta legítima para ajudar aqueles que procuram alternativas saudáveis.

A Dr.ª France Bellisle, da Universidade de Paris 13, partilhou os resultados da sua mais recente revisão de literatura sobre o paladar que abrange mais de 30 anos de investigação científica, e analisa o sabor doce na vida quotidiana, bem como os benefícios dos adoçantes de baixas calorias para as pessoas que se preocupam em controlar o seu peso. “A evidência sugere que os adoçantes de baixas calorias não aumentam o apetite por doces, e que as pessoas que incluem adoçantes de baixas calorias na sua dieta têm menor probabilidade de ter desejos súbitos e de consumir em excesso alimentos com açúcar ”, de acordo com a Dr.ª France Bellisle, que ainda acrescentou “Muitos especialistas acreditam que os alimentos com baixas calorias ajudam frequentemente a satisfazer o nosso desejo natural por doces, para que não tenhamos de o procurar noutras formas de alimentos com açúcar ”.

Sobre os estudos e meta-análises recentes relativas à perda e controlo de peso, o Prof James Hill, da Universidade do Colorado, reforçou a importância de tomar o pequeno-almoço, praticar exercício físico e substituir as bebidas com açúcar por bebidas sem calorias, de forma a manter o peso, tal como demonstra o Registo Nacional de Controlo de Peso dos EUA . Em relação ao recente estudo aleatorizado e controlado, que compara os efeitos da água e das bebidas sem açúcar na perda de peso, o Prof. Hill explicou que “os participantes no estudo que beberam bebidas sem açúcar e água perderam ligeiramente, mas estatiscamente significante, mais peso do que os que só beberam água ”.

As pessoas com diabetes estão, enquanto grupo, entre os consumidores mais regulares de adoçantes de baixas calorias ”, referiu a Dr.ª Aimilia Papakonstantinou, da Universidade Agrícola de Atenas. “Os adoçantes de baixas calorias são seguros e desempenham um papel importante na dieta das pessoas com diabetes, uma vez que os alimentos com adoçantes de baixas calorias podem permitir aos diabéticos apreciar o sabor doce sem afetar os níveis de glicose no sangue ”.

A boa notícia é que, com a educação adequada, o peso e as doenças não transmissíveis podem ser controladas através de simples ajustes no estilo de vida quotidiano, nomeadamente, através da prática mais regular de exercício físico e optando por alimentos mais saudáveis, trocando os mais calóricos por outros alimentos com menos calorias. Ao proporcionar o sabor doce sem as calorias, as opções com adoçantes de baixas calorias podem oferecer um contributo útil para uma dieta saudável e com o controlo de calorias.

No website da ISA encontra disponível uma análise mais detalhada desta sessão e de outras que decorreram ao longo dos quatro dias da conferência.

Low/No calorie sweetened beverage consumption in the National Weight Control Registry, Catenacci et al., Obesity (Silver Spring). 2014 Oct;22(10):2244-51. doi: 10.1002/oby.20834. Epub 2014 Jul 10.
2The effects of water and non-nutritive sweetened beverages on weight loss during a 12-week weight loss treatment program, Peters JC et al. (2014), Obesity, 22(6), 1415-21.