Um novo estudo do Reino Unido sugere que beber bebidas com adoçantes de baixas calorias está associado a uma melhor qualidade da dieta e menor consumo de energia


Posted: 01 março 2016
Chopping Board

Seguir um padrão de alimentação saudável é, atualmente, a nova tendência no mundo da nutrição e muitos especialistas concordam que chegou o momento de começar a falar sobre padrões de alimentação saudável em geral e abandonar a focalização nos nutrientes individuais. Um padrão de alimentação saudável suporta um peso corporal saudável e pode ajudar a evitar ou reduzir o risco de doenças crónicas, através da integração de comportamentos de dieta saudável e atividade física regular.1 Diversos comportamentos alimentares foram associados a uma melhor qualidade de dieta e um padrão de alimentação saudável, incluindo o uso de adoçantes e alimentos e bebidas com baixo teor de calorias.2

Um novo estudo publicado recentemente na Nutrients3, confirma as conclusões anteriores de que o consumo de bebidas açucaradas com baixo teor de calorias, está de facto associado a uma dieta mais saudável e menor consumo de energia, sugerindo que estes podem fazer parte de um padrão de alimentação saudável. Por outro lado, acrescenta mais um ponto de prova de que as bebidas dietéticas não promovem a compensação ou o desejo de consumo de alimentos açucarados, estando antes relacionadas a um menor consumo de energia e açúcares e, neste sentido, ser uma ferramenta útil para a manutenção de peso a curto e longo prazo, como diversos estudos anteriores demonstraram.4,5,6

Adoçantes de baixas calorias associados a maior qualidade da dieta

Gibson et al utilizaram dados de 1.590 participantes do National National Diet and Nutrition Survey (NDNS) para avaliar se as pessoas que consomem bebidas açucaradas com baixo teor de calorias tendem a seguir dietas mais saudáveis e têm menor consumo de energia, gorduras saturadas e açúcares, não só em comparação com indivíduos que preferem bebidas açucaradas, mas também com pessoas que não consomem qualquer tipo de bebida (não consumidores) ou aqueles que consomem ambos os tipos de bebidas.

O estudo concluiu que os consumidores de bebidas dietéticas tinham uma melhor qualidade de dieta, semelhante aos não consumidores, já que ambos os grupos tinham maior consumo de peixe, frutas e vegetais e menor consumo de carne e açúcar, em comparação com consumidores de bebidas com açúcar e/ou os indivíduos que consumiam tanto bebidas com açúcar como bebidas com baixo teor de calorias. Mais importante ainda, os consumidores de bebidas com baixo teor de calorias tiveram uma ingestão de energia total idêntica (1719 kcal/dia) como os não consumidores (1718 kcal/dia) e um consumo de energia significativamente menor do que os consumidores de bebidas com açúcar (1958 kcal/dia) e consumidores de ambos os tipos de bebidas (1986 kcal/dia). Os consumidores de bebidas com baixo teor de calorias eram mais propensos a ser obesos e terem um IMC médio mais alto, apesar da observação contra-intuitiva de que os utilizadores de bebidas com baixo teor de calorias terem maior probabilidade de ter excesso de peso, apesar da menor ingestão de energia relatada do que os não utilizadores ser provavelmente atribuível a causalidade reversa.7 Além disso, em termos de ingestão de macro-nutrientes, em comparação com o grupo de consumidores de bebidas com açúcar e com os consumidores de ambas as bebidas, o grupo de consumidores de bebidas com baixo teor de calorias tinha:

  • uma ingestão significativamente menor de açúcares (tanto em g/dia como em % da ingestão de energia),
  • ingestão significativamente menor de gorduras e ácidos gordos saturados (numa base absoluta, mas não como % do consumo de energia),
  • ingestão de proteínas significativamente maior (como % de consumo de energia).

Durante a sua apresentação sobre a qualidade da dieta em utilizadores de adoçantes de baixas calorias na 12 ª Conferência Europeia de Nutrição FENS em Berlim, Sigrid Gibson, primeira autora do estudo, apresentou dados científicos que sugerem maiores índices de uma alimentação saudável para consumidores de bebidas açucaradas com baixo teor de calorias em comparação com as bebidas com açúcar. De acordo com a autora, os consumidores de bebidas açucaradas de baixas calorias "tendem a ter dietas de melhor qualidade que incluem mais frutas e vegetais, cereais integrais, produtos lácteos com baixo teor de gordura e menos alimentos com gordura e açúcar".

A utilização de adoçantes de baixas calorias está associada a um índice de alimentação saudável mais elevado e mais atividade física em estudos futuros

Esta publicação não é a primeira a mostrar que o consumo de bebidas açucaradas de baixas calorias está relacionado com uma qualidade de dieta e estilo de vida geral mais saudável. Da mesma forma, uma análise de Drewnowski e Rehm a 20142 dos dados da Investigação Nacional de Saúde e Nutrição dos EUA (US National Health and Nutrition Examination Survey - NHANES), descobriram que os adoçantes de baixas calorias, incluindo bebidas, estavam associados a maiores índices de alimentação saudável, menos tabagismo e maior atividade física.

Sugestões para seguir um padrão de alimentação saudável

Escolha um padrão de alimentação saudável com um nível de calorias apropriado para ajudar a alcançar e manter um peso corporal saudável, apoiar a adequação dos nutrientes e reduzir o risco de doença crónica.1 Uma alimentação saudável Padrão inclui:

  • Uma variedade de frutas e vegetais
  • Cereais, pelo menos metade dos quais são cereais integrais
  • Produtos lácteos sem gordura, incluindo leite, iogurte, queijo
  • Uma variedade de alimentos proteicos magros, incluindo peixe, carnes magras e aves de capoeira, ovos, legumes (feijão e ervilha) e nozes, sementes e produtos de soja
  • Óleos ricos em ácidos gordos mono ou poli-insaturados, como o azeite
  • sobremesas e lanches com moderação
  • Uma variedade de bebidas de hidratação (opte por bebidas de baixas calorias para reduzir o conteúdo energético)

A dimensão da ciência disponível confirma que os adoçantes de baixas calorias podem fazer parte de um plano de alimentação saudável e estão relacionados com uma dieta de maior qualidade. Os dados científicos também sugerem que os adoçantes de baixas calorias podem ajudar a reduzir o consumo total de energia e, portanto, ser uma ferramenta útil na manutenção de peso, sem abandonar o sabor agradável de doce. Ao proporcionar uma sensação de doce sem calorias, as opções de açúcares baixos de calorias podem contribuir de forma decisiva para permitir fazer escolhas inteligentes através de um estilo de vida e dieta equilibrados.

Pode aceder à publicação original aqui. O estudo foi financiado pela UNESDA.

Pode ainda consultar uma interessante infografia que apresenta os resultados da análise NHANES descrevendo "Quem são os consumidores de adoçantes de baixas calorias" acedendo aqui.

Pode ainda ver o interessante vídeo com o Professor Adam Drewnowskia falar da forma como a relação entre os adoçantes de baixas calorias e melhores comportamentos dietéticos pode desempenhar um papel fundamental no controle de peso:

Referências

  1. Dietary Guidelines for Americans 2015-2020. 8th edition: http://health.gov/dietaryguidelines/2015/guidelines/
  2. Drewnowski, A. and Rehm, C.D. Nutrients 2014; 6: 4389-4403
  3. Gibson SA et al. Nutrients 2016 Jan 2; 8(1). pii: E9. doi: 10.3390/nu8010009.
  1. Bellisle F. Curr Obes Rep 2015; 4(1),:106-10
  2. Rogers PJ et al. Int J Obes (Lond). 2015 Sep 14. doi: 10.1038/ijo.2015.177
  3. Miller PE and Perez V. Am J Clin Nutr 2014; 100(3): 765-77
  4. Drewnowski, A. Ann. Nutr. Metab. 2013; 63: 147-148