O consumo de adoçantes de baixas calorias afeta a ingestão calórica e o peso corporal? Uma revisão sistemática, incluindo meta-análises, da evidência de estudos em humanos e animais.

Nome da Publicação: Int J Obes (Lond). 2016 Mar; 40(3): 381-94.

Autor(es): Rogers PJ, Hogenkamp PS, de Graaf C et al, Higgs S, Lluch A, Ness AR, Penfold C; Perry R, Putz P, Yeomans MR, Mela DJ. | | Ano de Publicação: 2016

Sumário

Esta revisão sistemática e meta-análise analizou o papel dos adoçantes com baixo teor calórico no controlo do apetite, ingestão calórica e peso corporal e, nesse âmbito, analisou os dados disponíveis de 90 estudos em animais, 12 estudos prospectivos de coorte, 129 comparações em estudos experimentais de curto prazo, e 9 estudos controlados aleatorizados de longo prazo. No geral, emergiu uma imagem bastante consistente; os adoçantes de baixas calorias nas bebidas podem contribuir para uma menor ingestão calórica e peso corporal. Os autores concluíram: "Encontrámos um considerável volume de evidências favorável ao consumo de adoçantes de baixas calorias em vez de açúcar, útil na redução da ingestão relativa de energia e do peso corporal, sem evidência entre os muitos estudos de intervenção significativa e sustentada em humanos de que os adoçantes de baixas calorias aumentam a ingestão calórica. Importante, os efeitos das bebidas com adoçantes de baixas calorias no peso corporal também parecem neutros em relação à água, ou mesmo benéficos em alguns contextos”.